terça-feira, março 03, 2009

Uma familia grega

Era uma vez...
há muitos anos na Grécia Antiga um homem chamado Pelasgo, que cresceu em Esparta numa familia de metecos, tinham um mau nível de vida, mas eram felizes. O seu pai era comerciante, já falecido, mas sua mãe ainda era viva, chamava-se Romilda. Um dia Pelasgo resolveu ir viver para Atenas em busca de melhores condições de vida. A sua mãe disse-lhe: "-Meu filho, se fosse a ti, não ia para Atenas,preferia ficar cá. Arranjas trabalho facilmente... "RespondeuPelasgo: "-Vou em busca de melhores condições de vida, minha mãe. Porque é que não vens comigo? " Depois de muito insistir, Pelasgo convence a mãe a ir com ele. Dias depois tinham chegado a Atenas. "-Atenas parece-me muito melhor que Esparta." afirmou Pelasgo.
"-Talvez ainda tenhamos família cá!"-disse sua mãe. "-Não sei não... já passaram muitos anos desde que tu e o pai partiram para Esparta..." A mãe respondeu:"-Espero que aqui encontres trabalho, a vida não esta fácil..."
A pequena família instalou-se numa pequena casa que era de uma prima afastada e tudo estava a correr como previsto até que, passado algum tempo,Romilda faleceu, já idosa. Pelasgo, muito triste, disse para si próprio: "-Agora que já quase não tenho família nenhuma e tenho pouco a perder, vou partir para a guerra."
Pelasgo partiu para a guerra, passou a ser conhecido e tornou-se uma pessoa muito importante (graças aos seus triunfos no campo de batalha). Decidiu deixar a guerra e voltar para Atenas. Certo dia conheceu uma rapariga muito bela que lhe disse: "-Olá!!!Não és tu o famoso guerreiro Pelasgo? "
" -Sim,sou."-afirmou Pelasgo.
"-Ahhh...está bem!... Adeus e até à proxima...estou com pressa! "
Pelasgou ficou apaixonado pela rapariga, encontrou-se mais vezes com ela, até que casaram... Infelizmente, a rapariga morreu pouco tempo depois ao dar à luz o seu bebé.
Pelasgo não voltou a casar devido ao grande desgosto que sentia.
Morreu já idoso sem descendentes...
7ºD: Marco N.,João R.,Gonçalo V.,Marcela M.

1 comentário:

Anónimo disse...

Adorei o texto...